Vacina meningocócica do sorogrupo B (meningite B)

Por que tomar a vacina?

A doença meningocócica é uma doença grave causada por um tipo de bactéria denominada Neisseria meningitidis. Pode causar a meningite (infecção das membranas que revestem o cérebro e a medula espinhal) e a bacteremia ou septicemia (infecções do sangue). A doença meningocócica geralmente manifesta-se sem aviso — mesmo em pessoas saudáveis.

A doença meningocócica pode ser transmitida de pessoa para pessoa por contato próximo (tosse ou beijo) ou por contato prolongado, principalmente entre pessoas que moram na mesma casa.

Existem pelo menos 12 tipos de Neisseria meningitidis, denominados “sorogrupos”. Os sorogrupos A, B, C, W e Y provocam a maioria das doenças meningocócicas.

Qualquer pessoa pode contrair a doença meningocócica, mas certas pessoas têm um risco mais elevado, tais como:

  • Bebês com menos de um ano de idade
  • Adolescentes e adultos jovens de 16 a 23 anos de idade
  • Pessoas com certos problemas de saúde que afetam o sistema imunológico
  • Microbiologistas que trabalham rotineiramente com amostras isoladas de N. meningitidis
  • Pessoas que estejam em risco devido a um surto na comunidade

Mesmo quando tratada, a doença meningocócica mata 10 a 15 pessoas em cada 100 pessoas infectadas. Das que sobrevivem, cerca de 10 a 20 em cada 100 pessoas sofrem deficiências, tais como:

  • perda da audição
  • danos cerebrais
  • amputações
  • problemas do sistema nervoso
  • cicatrizes profundas decorrentes de enxertos cutâneos.

A vacina meningocócica do sorogrupo B (MenB) pode ajudar a prevenir a doença meningocócica causada pelo sorogrupo B. Outras vacinas meningocócicas são recomendadas para ajudar
a proteger as pessoas contra os sorogrupos A, C, W e Y.

Vacinas Meningocócicas do Sorogrupo B

Duas vacinas meningocócicas do sorogrupo B foram aprovadas pela Food and Drug Administration. Essas vacinas são recomendadas como rotina para pessoas com mais de 10 anos que tenham risco mais elevado de infecções meningocócicas do sorogrupo B, incluindo:

  • Pessoas que estejam em risco devido a um surto de doença meningocócica do sorogrupo B
  • Qualquer pessoa com lesões no baço ou cujo baço tenha sido retirado
  • Qualquer pessoa com um distúrbio raro do sistema imunológico denominado “deficiência persistente de componente complementar”
  • Qualquer pessoa que esteja em tratamento com um medicamento denominado eculizumabe (também denominado Soliris ®)
  • Microbiologistas que trabalham rotineiramente com amostras isoladas da bactéria Neisseria meningitidis

Essas vacinas também podem ser administradas em qualquer pessoa entre 16 e 23 anos de idade para fornecer proteção de curto prazo contra a maioria dos tipos de doença meningocócica do sorogrupo B; a preferência da vacinação é para pessoas de 16 a 18 anos.

O calendário recomendado depende da vacina que for administrada:

  • A vacina Bexsero® é administrada em duas doses, com pelo menos um mês de intervalo.
  • A vacina Trumenba® é administrada em três doses, sendo a segunda dose dois meses após a primeira e a terceira dose seis meses após a primeira.
  • Deve ser usada a mesma vacina para todas as doses.

Algumas pessoas não devem tomar estas vacinas

Informe à pessoa que está administrando a vacina:

  • Se você tem alguma alergia grave e com risco de vida.
    • Caso já tenha tido uma reação alérgica com risco de vida após uma dose anterior da vacina meningocócica do sorogrupo B ou se tiver uma alergia grave a qualquer componente dessa vacina, você não deverá ser vacinado.
    • Informe ao profissional de saúde se tiver alergias graves das quais tenha conhecimento, inclusive alergia grave ao látex. Ele poderá lhe informar sobre os componentes da vacina.
  • Se você estiver grávida ou amamentando. Não existem muitas informações sobre os riscos potenciais desta vacina para mulheres grávidas ou que estejam amamentando. Ela só deve ser usada durante a gravidez se for realmente necessário.
  • Se você não estiver se sentindo bem.

Normalmente não há nenhum problema em tomar esta vacina se você estiver ligeiramente adoentado, mas poderá ser aconselhado a retornar quando estiver se sentido melhor.

Riscos de uma reação à vacina

Como ocorre com qualquer medicamento, inclusive as vacinas, é possível ocorrer reações. Geralmente elas são leves e desaparecem espontaneamente em poucos dias, mas também é possível ocorrer reações graves.

Mais da metade das pessoas que tomam a vacina meningocócica do sorogrupo B tem problemas brandos após a vacinação. Essas reações podem durar de três a sete dias e incluem:

  • Sensibilidade, vermelhidão ou inchaço no local da injeção
  • Cansaço ou fadiga
  • Dor de Cabeça
  • Dores musculares ou nas articulações
  • Febre ou calafrios
  • Náusea ou diarréia

Problemas que podem surgir após a administração de qualquer vacina injetável:

  • As pessoas às vezes desmaiam após um procedimento médico, incluindo a vacinação. Sentar-se ou deitar-se por cerca de 15 minutos pode ajudar a evitar desmaios e lesões provocadas por uma queda. Informe o médico se sentir tonteiras ou tiver alterações de visão ou zumbido nos ouvidos.
  • Algumas pessoas têm dores fortes no ombro e dificuldade de movimentar o braço no qual foi administrada a injeção. Isso acontece muito raramente.
  • Qualquer medicamento pode causar uma reação alérgica grave. Essas reações a uma vacina são muito raras, estimando-se cerca de uma ocorrência em um milhão de doses, e geralmente ocorrem de poucos minutos a algumas horas após a vacinação.

Assim como ocorre com qualquer medicamento, existe uma possibilidade muito remota de a vacina provocar lesões graves ou a morte. A segurança das vacinas está sempre sendo monitorada.

E se houver uma reação grave?

O que devo observar?

  • Observe qualquer coisa que possa parecer preocupante, como:
    • sinais de reações alérgicas graves
    • febre muito alta
    • alterações comportamentais.
  • Os sinais de uma reação alérgica grave incluem:
    • urticária
    • inchaço no rosto ou na garganta
    • dificuldade para respirar
    • taquicardia
    • tontura
    • fraqueza
  • normalmente de poucos minutos a algumas horas após a vacinação.

O que se deve fazer?

  • Se você acha que é uma reação alérgica grave ou outra emergência que não pode esperar, ligue para o serviço de emergência local ou leve a pessoa ao hospital mais próximo. Caso contrário, chame o seu médico.
  • Conte ao médico o que aconteceu, a data e hora em que aconteceu a reação e quando a vacina foi administrada.

Fontes de informação

Adaptado da Coalizão de Ação de Imunização, Declarações de Informações sobre Vacinas.