Vacina contra a hepatite B

O que é a hepatite B?

A hepatite B é uma infecção séria que afeta o fígado. Essa infecção é provocada pelo vírus da hepatite B.

  • Em 2009, cerca de 38.000 pessoas foram infectadas com a hepatite B.
  • Todo ano, cerca de 2.000 a 4.000 pessoas morrem nos Estados Unidos de cirrose ou de câncer do fígado provocada pela hepatite B.

A hepatite B pode provocar:

Doença aguda (no curto prazo). Isso pode levar a:

  • perda de apetite
  • diarreia e vômito
  • cansaço
  • icterícia (pele ou olhos amarelos)
  • dor nos músculos, nas juntas e no estômago

A doença aguda com sintomas é mais comum entre os adultos. As crianças que são infectadas normalmente não têm sintomas.

Infecção crônica (em longo prazo). Algumas pessoas desenvolvem a infecção por hepatite B crônica. A maioria delas não tem sintomas, mas a infecção ainda é muito grave e pode levar a:

  • dano no fígado (cirrose)
  • câncer de fígado
  • morte

A infecção crônica é mais comum entre recém-nascidos e crianças que entre adultos. As pessoas com a infecção crônica podem passar o vírus da hepatite B para outras pessoas, mesmo se não parecerem ou não se sentirem doentes. Até 1,4 milhões de pessoas nos Estados Unidos podem ter a infecção por hepatite B crônica.

O vírus da hepatite B é facilmente passado pelo contato com o sangue ou com outros fluidos corporais de uma pessoa infectada. As pessoas também podem pegar a infecção pelo contato com um objeto contaminado, no qual o vírus pode viver por até sete dias.

  • Um bebê cuja mãe está infectada pode pegar a infecção no parto.
  • Crianças, adolescentes e adultos podem pegar a infecção por:
    • contato com sangue ou com fluidos corporais por meio de lesões na pele, como:
      • mordidas
      • cortes
      • feridas
    • contato com objetos que tenham sangue ou fluidos corporais neles, como:
      • escovas de dentes
      • giletes
      • dispositivos de monitoramento
      • dispositivos de tratamento de diabetes
    • ter relações sexuais sem proteção com uma pessoa infectada
    • compartilhar agulhas ao usar drogas
    • ser picado por uma agulha usada.

Vacina contra a hepatite B: Por que tomar a vacina?

A vacina contra a hepatite B pode prevenir a hepatite B e as consequências sérias de uma infecção por hepatite B, incluindo câncer do fígado e cirrose.

A vacina contra a hepatite B pode ser aplicada isoladamente ou na mesma injeção com outras vacinas.

A vacinação de rotina da hepatite B foi recomendada para alguns adultos e algumas crianças nos Estados Unidos a partir de 1982 e para todas as crianças em 1991. Desde 1990, as novas infecções por hepatite B entre crianças e adolescentes caíram em mais de 95%—e em 75% em outros grupos etários.

A vacinação oferece uma proteção longa contra a infecção por hepatite B, possivelmente durante toda a vida.

Quem deve tomar essa vacina contra a hepatite B e quando?

Crianças e adolescentes

  • Os bebês normalmente recebem três doses da vacina de hepatite B:
    • 1a dose: no nascimento
    • 2a dose: com um a dois meses de idade
    • 3a dose: com seis a 18 meses de idade

Alguns bebês podem tomar até quatro doses, por exemplo, se uma vacina de combinação contendo a hepatite B for usada. (Isso seria feito na forma de uma única injeção contendo várias vacinas.) A dose extra não causa danos.

  • Qualquer pessoa maior de 18 anos de idade que não tomou a vacina quando mais jovem também deverá ser vacinada.

Adultos

  • Todos os adultos não vacinados com risco de contrair a infecção por hepatite B deverão ser vacinados. Essas pessoas incluem:
    • parceiros sexuais de pessoas infectadas com a hepatite B
    • homens que têm relações sexuais com outros homens
    • pessoas que usam drogas injetáveis
    • pessoas com mais de um parceiro sexual
    • pessoas com doença crônica do fígado ou do rim
    • pessoas com mais de 60 anos de idade com diabetes
    • pessoas com empregos que os expõem a sangue ou a fluidos corporais humanos
    • familiares próximos a pessoas infectadas com a hepatite B
    • residentes e equipes de instituições que cuidam de pessoas com deficiências
    • pacientes em diálise
    • pessoas que viajam para países em que a hepatite B é comum
    • pessoas com infecção por HIV.
  • Outras pessoas podem receber a recomendação do médico de tomar a vacina contra a hepatite B. Por exemplo, adultos de 60 anos ou mais com diabetes.
  • Qualquer outra pessoa que quiser se proteger contra infecção por hepatite B pode ser vacinada.
  • Mulheres grávidas com risco por alguns dos motivos acima mencionados deverão ser vacinadas.
  • Outras mulheres grávidas que desejarem se proteger podem receber a vacina.

Os adultos que tomarem a vacina contra a hepatite B deverão tomar três doses, com a segunda dose quatro semanas depois da primeira e a terceira dose cinco meses depois da segunda.

O médico pode informar sobre outras programações de doses que poderão ser usadas em certas circunstâncias.

Quem não deve tomar a vacina contra a hepatite B?

  • Qualquer pessoa com alergia grave a leveduras ou a qualquer outro componente da vacina, não deverá tomar a vacina contra a hepatite B. Diga ao médico se tiver alguma alergia grave.
  • Qualquer pessoa que tiver tido uma reação alérgica grave a uma dose anterior da vacina contra hepatite B não deverá tomar outra dose.
  • Qualquer pessoa que estiver moderada ou gravemente doente quando uma dose da vacina estiver programada deverá provavelmente esperar até se recuperar, antes de tomar a vacina.
  • O médico pode fornecer mais informações sobre essas precauções.

Observação: Pode ser necessário esperar 28 dias, antes de doar sangue, depois de tomar a vacina contra a hepatite B. Isso acontece porque o exame de detecção da hepatite B pode confundir a vacina na corrente sanguínea (que não é infecciosa) com a infecção por hepatite B.

Quais são os riscos da vacina contra a hepatite B?

A vacina contra a hepatite B é muito segura. A maioria das pessoas não tem qualquer problema com ela.

A vacina não contém material infeccioso e não pode causar a infecção por hepatite B.

Alguns problemas leves foram informados:

  • Sensibilidade no local da injeção (em até 1 dentre 4 pessoas).
  • Temperatura de 37,7 °C ou mais (em até 1 dentre 15 pessoas).

Problemas graves são extremamente raros. Acredita-se que reações alérgicas graves ocorram em uma dentre 1,1 milhão de doses.

Uma vacina, como qualquer medicamento, pode causar uma reação grave. Mas o risco de uma vacina causar um dano sério ou morte é extremamente pequeno. Mais de 100 milhões de
pessoas nos Estados Unidos foram vacinadas com a vacina contra a hepatite B.

E se houver uma reação grave?

O que devo procurar?

  • Procure qualquer coisa preocupante, como:
    • sinais de uma reação alérgica grave
    • febre muito alta
    • mudanças de comportamento.
  • Sinais de uma reação alérgica grave podem incluir:
    • manchas em forma de colmeia pelo corpo
    • inchaço do rosto e da garganta
    • dificuldade para respirar
    • batimentos cardíacos acelerados
    • tontura
    • fraqueza.
  • Esses sintomas se apresentariam alguns minutos ou algumas horas depois da aplicação da vacina.

O que eu devo fazer?

  • Se você acha que é uma reação alérgica grave ou outra emergência que não pode esperar, ligue para o serviço de emergência local ou leve a pessoa ao hospital mais próximo. Caso contrário, chame o seu médico.

Fontes de informação

Adaptado da Coalizão de Ação de Imunização, Declarações de Informações sobre Vacinas.