Vacina contra a Gripe (Influenza) (Inativada ou Recombinante)

Por que tomar a vacina?

A gripe (“influenza”) é uma doença contagiosa propagada nos Estados Unidos todos os anos, geralmente entre outubro e maio no hemisfério norte, entre maio e outubro no hemisfério sul.

A gripe é causada pelo vírus influenza, sendo transmitida principalmente por meio de tosse, espirros e contato próximo.

Qualquer pessoa pode pegar a gripe. A gripe ataca repentinamente e pode durar vários dias. Os sintomas variam de acordo com a idade, mas podem incluir:

  • febre/calafrios
  • dor de garganta
  • dores musculares
  • fadiga
  • tosse
  • dor de cabeça
  • coriza ou congestão nasal

A gripe também pode causar:

  • pneumonia
  • infecções sanguíneas
  • diarréia
  • convulsões em crianças.

Caso a pessoa tenha um problema de saúde, como problema cardíaco ou pulmonar, a gripe pode piorá-lo.

A gripe é mais perigosa para algumas pessoas, tais como bebês e crianças pequenas, pessoas com mais de 65 anos de idade, mulheres grávidas e pessoas com certos problemas de saúde
ou com o sistema imunológico debilitado apresentam maior risco.

Todos os anos milhares de pessoas nos Estados Unidos morrem de gripe e muitas outras são hospitalizadas.

A vacina contra a gripe pode:

  • evitar que você pegue a gripe
  • tornar a gripe menos grave, caso você seja contaminado
  • impedir que você transmita a gripe para seus familiares e outras pessoas.

Vacinas inativadas e recombinantes contra a gripe

É recomendável tomar uma dose da vacina contra a gripe todos os anos. Crianças de 6 meses a 8 anos de idade podem precisar de duas doses da vacina no mesmo ano. Todas as outras pessoas precisam somente de uma dose por ano. Algumas vacinas inativadas contra a gripe contêm uma quantidade muito pequena de um preservativo com base em mercúrio denominado timerosal. As pesquisas demonstraram que o timerosal em vacinas não é nocivo, mas há vacinas contra a gripe disponíveis sem esse preservativo.

A injeção contra a gripe não contém vírus vivos. Ela não pode causar a gripe.

Existem muitos vírus da gripe e eles estão em constante mutação. Todos os anos é produzida uma nova vacina para proteger as pessoas contra três ou quatro vírus que tenham mais possibilidade de provocar a doença naquele ano. Mas mesmo quando a vacina não protege exatamente contra esses vírus, ainda pode oferecer alguma proteção.

A vacina contra a gripe não pode evitar:

  • gripes que sejam causadas por um vírus não afetado pela vacina, ou
  • sintomas parecidos com os da a gripe, mas que não são da gripe.

Após a vacinação, são necessárias cerca de duas semanas para que a proteção se desenvolva e essa proteção dura até um ano.

Algumas pessoas não devem tomar esta vacina

Informe à pessoa que está administrando a vacina:

  • Se você tem alguma alergia grave e que pode ser fatal.
    • Se você já teve uma reação alérgica com risco de vida após uma dose da vacina contra a gripe ou se tem uma alergia grave a qualquer componente dessa vacina, poderá ser
      aconselhado a não ser vacinado.
    • A maioria das vacinas contra a gripe, mas não todas, contém uma pequena quantidade de proteína de ovo.
  • Se você já teve a Síndrome de Guillain-Barré (também denominada GBS).
    • Algumas pessoas com história de GBS não devem tomar esta vacina.
    • Isso deve ser discutido com o seu médico.
  • Se você não estiver se sentindo bem.
    • Normalmente não há nenhum problema em tomar a vacina se você estiver ligeiramente adoentado, mas poderá ser aconselhado a retornar quando estiver se sentindo melhor.

Riscos de uma reação à vacina

Como ocorre com qualquer medicamento, inclusive as vacinas, é possível ocorrer reações. Geralmente elas são leves e desaparecem espontaneamente, mas também são possíveis
reações graves.

A maioria das pessoas que tomam a injeção contra a gripe não apresenta nenhum problema.

Pequenos problemas que podem ocorrer após a injeção contra a gripe incluem:

  • sensibilidade, vermelhidão ou inchaço no local da injeção
  • rouquidão
  • sensibilidade, vermelhidão ou coceira nos olhos
  • tosse
  • febre
  • dores
  • dor de cabeça
  • coceira
  • fadiga

Se esses problemas ocorrerem, eles normalmente começam logo após a injeção e duram um ou dois dias.

Problemas mais graves que podem ocorrer depois de tomar a injeção contra a gripe incluem:

  • Pode haver um risco um pouco maior de ocorrência da síndrome de Guillain-Barré (GBS) após tomar a vacina inativada contra a gripe. Esse risco foi estimado em um ou dois casos adicionais em um milhão de pessoas vacinadas. Isso é muito inferior comparado com as complicações graves causadas pela gripe, que podem ser evitadas pela vacinação.
  • As crianças pequenas que tomam a injeção contra a gripe e a vacina pneumocócica (PCV13) e/ou a vacina DTaP simultaneamente podem correr um risco ligeiramente maior de convulsões causadas pela febre. Solicite mais informações de seu médico. Informe ao médico se a criança que vai tomar a vacina da gripe já teve convulsões.

Problemas que podem surgir após a administração de qualquer vacina injetável:

  • As pessoas às vezes desmaiam após um procedimento médico, incluindo a vacinação. Sentar-se ou deitar-se por cerca de 15 minutos pode ajudar a evitar desmaios e lesões
    provocadas por uma queda. Informe o médico se sentir tonteiras ou tiver alterações de visão ou zumbido nos ouvidos.
  • Algumas pessoas têm dores fortes no ombro e dificuldade de movimentar o braço no qual foi administrada a injeção. Isso acontece muito raramente.
  • Qualquer medicamento pode causar uma reação alérgica grave. Essas reações à uma vacina são muito raras, estimando-se cerca de uma ocorrência em um milhão de doses, e geralmente ocorrem dentro de poucos minutos a algumas horas após a vacinação.

Assim como ocorre com qualquer medicamento, existe uma possibilidade muito remota de a vacina provocar lesões graves ou morte. A segurança das vacinas está sempre sendo monitorada.

E se houver uma reação grave?

O que devo observar?

  • Observe qualquer coisa que possa parecer preocupante, como:
    • sinais de reações alérgicas graves
    • febre muito alta
    • alterações comportamentais.
  • Os sinais de uma reação alérgica grave incluem:
    • urticária
    • inchaço no rosto ou na garganta
    • dificuldade para respirar
    • taquicardia
    • tontura
    • fraqueza.
  • Esses sintomas em geral manifestam-se entre alguns minutos até algumas horas após a vacinação.

O que se deve fazer?

  • Se você acha que é uma reação alérgica grave ou outra emergência que não pode esperar, ligue para o serviço de emergência local ou leve a pessoa ao hospital mais próximo. Caso contrário, chame o seu médico.
  • Conte ao médico o que aconteceu, a data e hora em que aconteceu a reação e quando a vacina foi administrada.

Fontes de informação

Adaptado da Coalizão de Ação de Imunização, Declarações de Informações sobre Vacinas.